MENU

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Sou um Ramo Frutífero, Gn. 49:22 .

Int. Todos nós conhecemos e admiramos a vida e a história de José, rapaz este que desde muito cedo se destacou entre seus irmãos porque fazia o que era certo fazer.
Menino obediente aos seus pais, temente a Deus e um sonhador.
Mesmo sendo vendido como escravo e indo morar numa terra distante e ali foi tentado ao pecado moral, a servir outros deuses, foi tentado a reclamar e murmurar, mas mesmo assim se mostrou fiel a Deus e sua palavra.
Resultado de imagem para ramo frutifero
Por isto hoje podemos aprender e sermos influenciados como sua inspiradora historia.
Deus sonhou algo para sua vida, por sua vez José permitiu Deus tornar tais sonhos em realidade.
José deu muitos frutos para a glória de Deus, pode ele também usufruir destes frutos e também muitos ao redor dele também se beneficiaram destes frutos.
José tornou-se o ajudador de milhares e milhares, famílias inteiras foram salvas da fome, da morte e da miséria por causa da vida que este homem tinha com Deus.

C.M. Seu pai Jacó viu corretamente como era a vida de José!
Um ramo frutífero
Plantado junto à fonte
Os galhos se estendem sobre os muros
Este era José na visão de Jacó e assim ele o era na vida das pessoas na época da grande fome.

1-Ramo frutífero: Ele não era apenas um ramo, mas era frutífero.
Jesus declarou que todo o galho estando ligado a ele precisa ser produtivo, frutífero para a gloria de Deus.
Os galhos de uma árvore existem para produzir seus frutos, e todo galho sadio vai produzir.
Não fomos chamados para estar na Igreja, fazer parte da Igreja, somos chamados para como Igreja do senhor frutificar.
Nossos frutos precisam alimentar pessoas, ser útil a elas e sacia-las.
Para que isto aconteça eu preciso ter vida com Deus de oração, jejum, santidade, fidelidade.
Isto fará que a graça de Deus flua através de mim e alcance pessoas próxima a mim. E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. João 7:37,38.

2- Plantado junto à fonte: José era um ramo saudável, verdejante e crescente.
Estar junto à fonte nos manterá saudáveis e frutíferos, esta fonte é Jesus, é dele que emana o poder, a unção para continuar firmes em seus propósitos.
Estar junto à fonte significa que eu obedeço, me submeto para ouvir e aprender.
Hoje muitas pessoas preferem ouvir opiniões de pessoas mal intencionadas, murmuradoras e derrotadas do que ouvir a voz de seu pastor.
Preferem procurar na internet opiniões de pessoas que nem sabem quem é do que procurar saber o que a bíblia diz a respeito do assunto.
A bíblia tem resposta para todas as coisas, é nossa fonte de inspiração e informação.
Quem esta habilitado para te orientar e te abençoar é quem Deus colocou para pastorear sua vida.
Quem esta plantado junto à fonte não tem necessidade de buscar outras fontes de águas. Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Salmos 1:1-3.
Estar junto à fonte trará produtividade e prosperidade para sua vida e sua família.
3- Os galhos se estendem sobre os muros: Muros significam limites, mas José seus galhos estendiam acima dos muros. Não havia limites para ele ou barreiras intransponíveis.
Quando estamos saudáveis somos fortes, nesta força não haverá limites para produzirmos nossos frutos e estendermos nossos galhos.
Estes, dos filhos de Gade, foram os capitães do exército; o menor tinha o encargo de cem homens e o maior de mil.
1 Crônicas 12:14.
Qual o limite para sermos usados por Deus? Os valentes de Davi o menor produzia por cem, o maior por mil homens.
Infelizmente Alguns não produzem nem por um sequer.
Deus é ilimitado, seu poder é muito maior do que imaginamos, não há limites para sermos usados por ele.
Quando José contou seus sonhos aos seus irmãos e a seu pai eles se indignaram e acharam impossível.
Tempo mais tarde precisaram se curvar diante de tudo o que Deus estava fazendo através de José.
Nossas atitudes, nossa inercia é que tem limitado o poder de Deus em nossas vidas.
Não nos damos contas que fomos criados por Deus para sermos ramos frutíferos, que podemos estender nossos galhos acima dos muros, ou seja; não há barreiras que possa impedir a benção de Deus de fluir através da minha vida e alcançar dezenas, centenas e milhares de pessoas.
Não nos damos conta que muitos precisam desesperadamente do que temos, e o  que é Jesus.

C. Que tipo de galhos somos hoje e que tipo de galhos queremos ser?
Deus nos criou para sermos frutíferos, mas só seremos frutíferos estando plantados junto à fonte!

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA