MENU

terça-feira, 14 de junho de 2011

Fazendo a Diferença


Texto: Daniel 3     


Int. O grande desfio da juventude de hoje, prende-se com a influência.
A adolescência e juventude são caracterizadas por uma vulnerabilidade para a influência. Por outras palavras, os jovens são extremamente influenciáveis, pois ainda não definiram conclusivamente seus padrões de valor e conduta.

O fato é que um dos primeiros grandes desafios do jovem Daniel na Babilônia, foi participar de um curso onde o aprendizado da cultura e da língua dos caldeus faziam parte do currículo. Literatura, astrologia, astronomia, noções de magia e adivinhação, agricultura, arquitetura, leis, matemática e língua acádica, seriam algumas das disciplinas. Os estudos científicos mesclavam-se com magia e adivinhação.
O quadro é muito parecido com o que enfrenta os nosso jovens cristãos nas universidades e faculdades norteadas pelas idéias pós-modernas, onde nestes espaços a ciência e as experiências místicas se fundem, o espírito de “tolerância” e “pluralismo religioso” dá o tom, a vida moral é relativizada e onde a felicidade é confundida e reduzida ao mero prazer.

C.M O texto de Dn 1.8 nos diz que “Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se”. Isto é muito bonito de ser lido e pregado, mas, esta firme decisão de Daniel não é fruto do acaso. Há uma história, há investimentos eternos, há experiências envolvidas que pesam e consolidam as convicções do jovem Daniel.

1-Namoro precoce...

(Vou usar o termo "namoro" aqui porque é o termo mais comum e usado entre os jovens, mas
entendo que não existe este termo na bíblia, nem qualquer sujeição ao namoro, segundo as
escrituras.)
Quantos cristãos estão gastando sua vida e depositando todos os seus sentimentos em um
relacionamento, que na maioria dos casos está fora da direção de Deus, da aprovação dos
pais e fora do tempo certo, tornando esses jovens dependentes desse relacionamento. Eles
investem toda a força no relacionamento, o que muitas vezes prejudica suas demais áreas da
vida como: rendimento na escola e no trabalho, relacionamento com outras pessoas e
principalmente prejudica o relacionamento com Deus, e a comunhão com Deus, e também
identificação a identificação com as Escrituras, pois este tipo de jovem não tem tempo, nem
coração pronto para isso.
E muitas vezes levam a relação sexual, fora do casamento, que traz muitos prejuízos
2-Talentos enterrado: Eu vos escolhi porque sois fortes...1Jo. 2:14 Lembra do teu criador no dia da tua mocidade... Ec. 3
O momento em temos mais energias para produgzir algo para Deus é na juventude, façamos a diferença em nome de Jesus.
3-Amizades são uma parte importante da nossa vida. Desde a criação do primeiro casal, Deus mostrou a necessidade do companheirismo na vida humana. Em famílias, igrejas e comunidades criamos laços de amizade. Precisamos compartilhar a vida com outras pessoas.

Na Bíblia, Deus nos orienta sobre amizades. Ele fala do valor dos bons amigos e adverte-nos sobre os perigos dos companheiros errados. Ele oferece instrução e apresenta exemplos que nos ensinam. Estas orientações valem para os jovens que ainda estão escolhendo o seu rumo, e também ajudam os adultos no seu caminho pela vida. "Filho meu, se os pecadores querem seduzir-te, não o consintas. Se disserem: Vem conosco, embosquemo-nos para derramar sangue, espreitemos, ainda que sem motivo, os inocentes; traguemo-los vivos, como o abismo, e inteiros, como os que descem à cova; acharemos toda sorte de bens preciosos, encheremos de despojos a nossa casa; lança a tua sorte entre nós; teremos uma só bolsa. Filho meu, não te ponhas a caminho com eles; guarda das suas veredas os pés; porque os seus pés correm para o mal e se apressam a derramar sangue" (Provérbios 1:10-16). "Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores" (Salmo 1:1). "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes" (1 Coríntios 15:33).
Boas Amizades: "O olhar de amigo alegra ao coração; as boas-novas fortalecem até os ossos" (Provérbios 15:30). Davi e Jônatas. Talvez a mais conhecida amizade na história seja a de Davi com Jônatas, filho do rei Saul. O ciumento rei tentou matar o jovem Davi, escolhido por Deus como seu sucessor. Pelo mesmo motivo, Jônatas poderia ter olhado para Davi com inveja ou ódio. Se Deus não tivesse nomeado Davi, o próprio Jônatas seria rei depois da morte de Saul. Mas Jônatas não mostrou tais atitudes. Ele manteve uma amizade especial com Davi durante toda a sua vida. Quando Saul tentou matar Davi, foi Jônatas quem protegeu o seu amigo (1 Samuel 20). Davi lamentou amargamente a morte deste amigo excepcional (2 Samuel 1:17-27). Mesmo depois da morte de Jônatas, Davi mostrou bondade para com seu filho aleijado, Mefibosete (2 Samuel 9).

Benefícios de servir a Deus com intensidade

Daniel manifestou firmemente o propósito de não se contaminar com nada em Babilônia.1:8
Correu risco de morte! Mas no final até o grande rei se prostrou diante dele. 2:46
Daniel foi honrado por Deus e pelos homens 47-49
Seus companheiros correram risco de morte, mas estavam dispostos a se inclinarem somente diante de Deus. 3:13-19
Resultado, Deus é grandemente glorificado e os três jovens honrados diante de todos. 28-30
C.  Babilônia  representa o mundo que hoje vivemos, onde muitos perigos, mas Deus continua sendo o mesmo ontem, hoje e sempre...
Como Daniel e seus amigos conseguiram? Decidiram firmemente não se contaminar, serviam a Deus por amor e não pelos os benefícios, tinham vida de oração e comunhão com Deus.
Será que não vale apena rever nossos conceitos?
Como estamos honrando a Deus em nossas vidas?
Como as pessoas percebem que o nosso Deus é o todo poderoso através de nós?
Faça a diferença no lugar aonde você esta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA