MENU

domingo, 30 de abril de 2017

Dois Barcos Mateus 5:1-11


Int. Jesus chega à praia para pregar e se depara com uma multidão ansiosa que o apertava e não lhe dava espaço.
Então avista dois barcos que haviam chegado de uma pescaria frustrada.
Seus proprietários estavam inquietos, preocupados e já consertando suas redes para na noite seguinte tentarem a sorte novamente.
Resultado de imagem para barco de pedro apostoloMas aquele dia reservava uma grande oportunidade pra eles, um barco seria escolhido por Jesus para fazer parte na pregação do Evangelho, como consequência seu proprietário nunca mais seria o mesmo.
A partir daquele momento iria navegar em outros mares, totalmente desconhecidos, quem estaria no controle agora era outro capitão chamado Jesus.

C.M. Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. João 15:16.
Fomos escolhidos por Deus, ele nos amou e nos escolheu com nossos defeitos, mesmo sabendo quão frágeis e inconstantes somos.
Ele nunca escolhe pela aparência, mas pelo sentimento que brota do coração.
Pedro era um cara truculento, temperamento difícil, irritado, azedo, mas seu coração era bom.
Suas atitudes demostram o que verdadeiramente esta no seu coração.

1-Emprestou sem contestar seu barco pra Jesus: Pedro estava chateado, cansado e preocupado, afinal sua pesca naquela noite tinha sido terrível.
Ele e sua família dependiam dos peixes para sobreviver, era sua fonte de renda.
Mas quando Jesus pede seu barco emprestado, ele prontamente se prontifica.
Este era o Pedrão, tinha um coração disposto a ajudar, colaborar.
Jesus procura corações assim para manifestar o seu proposito ao mundo.
Pedro não deu desculpas que estava cansado, não pediu que fosse mais tarde ou outro dia, imediatamente ele colocou seu barco a disposição do mestre.
Ele nem conhecia Jesus, ainda não tinha recebido nenhum milagre de Jesus, mas estava disposto a investir no seu ministério.
Não poucos estão dentro das Igrejas hoje em dia sendo beneficiados, recebendo milagres, vendo portas se abrindo, participando das bênçãos de Deus, e ainda assim com um coração fechado.
Sempre dando desculpas para não cooperar com Jesus em sua obra de propagação do Evangelho.
Limitando assim o proposito de Deus em suas vidas, e muitos ainda trabalhando contra, mesmo recebendo tanto.
Falam mal de sua liderança, murmuram contra dízimos e ofertas que são orientados e direcionados por Deus.
Tais pessoas jamais serão convidadas por Jesus para ir a águas mais profundas.

Disposição para o trabalho: Após a pregação Jesus convida Pedro para pescar, Pedro deixou bem claro que estava cansado. Não era pra menos, trabalhou uma noite inteira, agora já era metade da manhã.
Mesmo assim ele demostrou disposição para fazer o que Jesus o havia convidado a fazer.
Muitos têm rejeitado o convite de Jesus, mas dificilmente rejeitam um convite para uma pescaria, um jogo de bola, uma festa e etc.
Não tem cansaço, falta de tempo ou outro problema que os empeçam. Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios. Salmos 84:10.
O povo de Deus não se dado conta do egoísmo que muitas vezes impera em seus corações.
 Venha a nós o teu reino... Mas e vontade de Deus quando vamos dizer sim?

Prostrou-se diante de Jesus reconhecendo ser um pecador: Pedro vendo o milagre se prostra e pede a Jesus para se afastar dele.
Ele julgou não ser merecedor de estar ao lado de Jesus, percebeu o quanto era pequeno e pecador para estar diante de alguém tão especial quanto Jesus.
Tem pessoas que querem barganhar com Jesus, se não me abençoar não venho mais na Igreja!
Quem precisa de quem afinal?
Pedro fez a leitura correta da situação.
Ele era um pecador, Jesus um santo, justo e verdadeiro do qual ele Pedro não era digno de estar em sua presença.
Jesus procura estes corações humildes para que ele venha manifestar sua glória e majestade.
É por isto que muitas da época não entenderam porque Jesus foi jantar na casa de Zaqueu.
Porque Jesus foi amigo dos rejeitados, porque deu atenção para prostitutas, pecadores em geral.
É que Jesus olhava para seus corações, via o que os demais não viam a beleza da humildade que estava no interior de seus corações.
Um coração humilde pode ser trabalhado por Deus, o altivo e orgulhoso não se permite ser trabalhado.
O orgulho até mesmo finge que obedece, finge que amar, finge ler leal, mas cedo ou tarde suas atitudes revelará quem realmente ele é.

Vemos claramente a consequência de um coração sincero na vida de Pedro.
Jesus convida Pedro para ir a águas mais profundas: Diante de um coração assim, Pedro foi convidado por Jesus para ir a águas mais profundas na companhia de Jesus.
Nas águas profundas é que esta o milagre, a resposta que você procura seja para teu ministério, família, finanças e etc.
Ir a águas profundas é ter que pagar o preço, ainda que esteja cansado, pouco tempo, pouco dinheiro, mas ali esta sua resposta.
Ir às águas profundas é aprender a depender de Deus, mesmo que já tenha fracassado com o foi o caso de Pedro, mas neste mesmo lugar Jesus operou o milagre.
C. Pedro teve felicidade de ter seu barco escolhido naquela manhã, você que esta aqui hoje ou lendo esta mensagem, saiba de uma coisa; “teu barco foi escolhido” para navegar em águas profundas.
Como esta SEU CORAÇÃO?
Ainda que você tenha tido uma pescaria frustrada como a de Pedro, se disponha, aceite seu convite e navegue nestas águas porque agora ele esta junto com você neste barco.

Deus abençoe sua vida?


Pastor Luciano Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA