MENU

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Senhor, além de ti não há quem possa socorrer.

 (2 Cr 14.11.)
Int. Todos os reis de Israel e Judá tinham diante de si duas opções: fazer o que era reto aos olhos do Senhor, ou praticar o mau. O rei Asa usou sua inteligência, fez o que era reto e foi muito abençoado por Deus.

C.M. Esta oração de Asa embora pequena, mas nos ensinas algumas lições importantes.
 "Além de ti não há quem possa socorrer".
As desvantagens de Asa eram enormes. Vinham contra ele um milhão de homens, além de trezentos carros. Parecia impossível manter-se de pé contra aquela multidão. Não havia aliados que pudessem vir auxiliá-lo. Sua única esperança, portanto, estava em Deus. Foi assim também quando o profeta Eliseu e seu discípulo foral cercado por um grande exército, eles estavam aparentemente em desvantagem, porém no campo da fé eles estavam em maior número porque o Senhor todo poderoso pelejava por eles. E orou Eliseu, e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu. 2 Reis 6:17
Às vezes Deus permite que as nossas dificuldades cheguem a um tal ponto, que sejamos levados a renunciar a qualquer auxílio humano  a que tenhamos recorrido em provações menos duras para  buscar de novo o Amigo todo-poderoso.
Ponhamos o Senhor entre nós e o inimigo. Para a fé de Asa, era como se Deus estivesse de pé entre ele — que não tinha forças  e o poderio de Zerá.
E não estava enganado. Lemos que os etíopes foram destruídos diante do Senhor e diante do seu exército  como se combatentes celestes estivessem lutando por Israel contra o inimigo e pondo em fuga seu grande exército; de modo que Israel só teve de segui-lo e tomar os despojos. Nosso Deus é Jeová dos exércitos, que, para ajudar Seu povo, pode a qualquer momento convocar reforços inesperados.

Batalha entre fracos e poderosos: Reconhecer nossa fraqueza é o ponto chave para vencermos.
Se de fato reconhecemos que não podemos sozinhos, então não nos resta outra coisa a não ser pedir ajuda ao Deus todo poderoso e confiarmos totalmente na sua providencia.
O inimigo pode ser forte, em maior numero, mas nós confiamos no braço do Senhor e fazemos dele o nosso amparo.

Em ti confiamos: Salmos vinte nos garante que o inimigo se levanta mais vão cair por causa do Senhor todo poderoso.
Enquanto muitos confiam nas suas habilidades, inteligência, nos poderosos, mas nós confiamos no Senhor.
Os filisteus confiavam no braço forte de Golias, Davi confiava no braço do Senhor seu Deus, e mais uma vez a vitória foi do fraco contra o forte.
Creiamos que Ele está ali, entre nós e a dificuldade, creiamos, e então aquilo que está-nos perturbando fugirá diante d’Ele como fogem as nuvens ante o vento forte.


Senhor tú és o nosso Deus: Enquanto o rei Asa permitiu Deus ser o Senhor de sua vida pode desfrutar da vitória extraordinária que vem somente de Deus.
Uma grande pena que este rei que começou tão bem não terminou sua vida da mesma maneira.
Terminou sua vida confiando em sí mesmo, já não era mais aquele homem de fé como no começo.
Foi repreendido pelo profeta mas preferiu seguir seu caminho errado. Naquele mesmo tempo veio Hanani, o vidente, a Asa, rei de Judá, e disse-lhe: Porquanto confiaste no rei da Síria, e não confiaste no Senhor teu Deus, por isso o exército do rei da Síria escapou da tua mão. 2 Crônicas 16:7.
Mandou prender o profeta porque não aceitou suas palavras, seu fim foi muito duro com uma grave enfermidade em seus pés, mas nem assim recorreu a Deus novamente.

C. Precisamos crer até o fim, nossa fé não deve diminuir quando as coisas estão bem, devemos sim reconhecer que tudo vem de Deus.
Ele é um Deus sempre presente seja na angustia ou na alegria, na dificuldade ou na vitória, na fartura ou na escassez.
Não devemos em hipótese alguma abrir mão do nosso Deus.

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA