MENU

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Manasses e Efraim

 Gn. 41:49:52
Int. José precisou enfrentar muitos obstáculos para que o propósito de Deus se cumprisse em sua vida. 

1- Ódio dos irmãos
2- Traído pelo seus irmãos
3- Injustiçado
4-Esquecido
            José foi vendido a Potifar, alto funcionário de Faraó. Conquistou sua confiança e ele lhe entregou toda a administração dos bens e da casa. Mas sua esposa tinha outros planos para José, moço de boa aparência: sexo. Insistia para que José tivesse relação sexual com ela, o qual resistiu. José era fiel a DEUS           
Tinha motivos a justificar uma aventura amorosa em meio a tanta desolação, afinal, aonde estaria DEUS naquilo tudo? Mas resolveu ser fiel a DEUS. Então a esposa de Potifar mentiu que José a tentara violar, pelo que foi preso. Essa foi a recompensa pela fidelidade: receber o mal por bem.

            No calabouço lhe desvaneceu a pouca luz que restara. Apagou-se a tociga que fumegava. Mas achou mercê com o carcereiro que lhe tratou bem e o pôs como auxiliar. Anos se passaram e um dia foram presos dois altos funcionários do Faraó: o copeiro chefe e o padeiro chefe. Ambos sonharam e Josué interpretou o sonho deles. O padeiro seria enforcado em três dias, mas o copeiro em três dias seria guindado de volta à posição que gozava.

            Acendeu a luz da esperança. José pediu ao copeiro que intercedesse a favor dele a Faraó. Mas ele esqueceu e a chama da esperança de José outro vez se esvaiu. A fidelidade ao seu DEUS humanamente nada rendera, a não ser anos de prisão, tão injusta quanto a disposição homicida de seus irmãos.

            Entretanto, passarem-se dois anos, Faraó teve um sonho que o perturbara sobremaneira. O maior império conhecido amanheceu de sobressalto. Ninguém conseguia interpretar, porque Faraó sabia que seu sonho, naquela tão assustadora e nítida tinha um significado. Ali o copeiro lembrou-se de José e narrou a Faraó o que lhe ocorrera, de como o escravo judeu interpretara o seu sonho e o do enforcado padeiro.


Manassés =" levando a esquecer" Como alcançar lugares altos com mágoa, ódio no coração. Como ser feliz? O nome do primeiro filho de José significa: “ Que faz esquecer”. Mostrando que José não guardou na lembrança e nem no coração qualquer mágoa ou rancor em relação a tudo que sofreu. Ele entendeu que o Senhor estava com ele mesmo nas aflições e assim pode descansar no Deus de Israel. José não acalentou no coração qualquer sentimento contra seus irmãos que o venderam ao Egito, nem desejou vingança ou mal algum contra eles, mesmo tendo oportunidade para isso.

Myrpa ‘Ephrayim

Efraim =" duplo monte de cinzas: Eu serei duplamente frutífero" Efraim significa “Duplamente frutífero”. Ele aponta para a segunda fase da Obra de Deus na vida de José: o crescimento.
Depois que José passou por todas as suas tribulações, pela mão do Senhor, veio a se tornar Governador de todo o Egito. Todas as adversidades foram superadas e esquecidas e Deus reverteu o quadro da vida de seu servo. Agora era chegado o momento da benção e da abundância,
            Pela manhã saia do cárcere um homem descomposto, barbudo, escravo, prisioneiro, homem de dores, forjado no cúmulo da injustiça. A tarde, José saia da presença de Faraó como o segundo homem mais poderoso do maior império conhecido: o Egito em sua glória

Deus nos leva a lugares altos que nunca imaginamos.
1-     Num momento A VIÚVA DE Serepta estava pobre e arruinada, no outro vê a prosperidade chegando de forma abundante.
2-     Vemos uma outra tendo que dar seus filhos para serem escravos porque não tinha dinheiro para pagar a divida, no outro vemos Deus transformando-a em uma empresária.

Este é o Deus quer nos levar há lugares muito altos em 2014. Is. 41:18

Deus abençoe sua vida!


Pastor Luciano Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA