MENU

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Sede de Deus.




Texto: Jo 7:37

Int. Jesus estava numa situação dificílima, as autoridades queriam matá-lo. Seus discursos inflamavam seus ouvintes. Ninguém imaginava Jesus iria na festa, mas ele foi...

C.M. Venha a mim e beba; um dos maiores convites de todos os tempos. Beber o que?
Is. 55
V1 ele convida
V2 ele declara que algo que se acha em nenhum outro lugar. ESCUTEM E COMAM DO QUE É BOM!
Do que você tem bebido? O pecado não satisfez, as drogas também não, o álcool muito menos,
           
Muitos andam inquietos, preocupados, Jesus tinha todos os motivos do mundo para estar ansioso, porém nos convida a beber de sua água.

João  na ilha DE PATMOS quando o vê, sua voz era como o som de muitas águas, lá estava ele oferecendo ao seu amado discípulo água da vida.

A mulher samaritana com uma vidinha medíocre sem alegrias porque o pecado dominava sua vida. Após beber da água de Jesus sua vida foi saciada. (Vejam, Jesus sentou junto a fonte. Era um poço e que para se tirar água deste poço é necessário o nosso esforço, as nossas forças, os nossos talentos. É uma água que sacia a carne, mata a sede do corpo. Aquela água que a mulher bebia, era aquilo que matava sua sede da carne, vejam que a conversa de Jesus era justamente sobre sua vida de pecado, mas não quero deixar só nisto, quero colocar tudo aquilo que tem “matado” a nossa sede....sim tudo aquilo que trazemos para saciar a nossa carne trazendo um sentimento para nós de segurança, de estarmos “espirituais” porque fazemos coisas, fazemos obras e deixamos de beber. Podem ser as horas que passamos em frente a televisão, videogame, namorados(as)...tudo isto é bom? É. Mas sempre com equilibrio sem tomar o lugar da verdadeira sede. Somos ávidos da mesma maneira pelas coisas de Deus?)

Não adianta querer saciar com tua própria capacidade, sempre existira sede; Jeremias 2:13  Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas.
I - ELE, JESUS AFIRMOU SER A ÁGUA VIVA - VS. 37

1. I Co 10.1-5, "1 Pois não quero, irmãos, que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar; 2 e, na nuvem e no mar, todos foram batizados em Moisés, 3 e todos comeram do mesmo alimento espiritual, 4 e beberam todos da mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os acompanhava; e a pedra era Cristo. 5 Mas Deus não se agradou da maior parte deles; pelo que foram prostrados no deserto". Neste texto, Paulo compara Jesus à pedra que produziu água no deserto. Comparar com Êx 17.1-7.

2. A água natural cria dependência. A água espiritual, resolve a situação para sempre, Jo 4.13-14, "13 Replicou-lhe Jesus: Todo o que beber desta água tornará a ter sede; 14 mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna. Jesus estava neste texto conversando com a mulher samaritana".

C. Is. 55 Deixa bem claro que Jesus é uma fonte inesgotável de prazer.

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA