MENU

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Ninguém jamais falou como ele

Jamais alguém falou como Ele
Os guardas mandados pelos sacerdotes para prender Jesus voltaram de mãos vazias e mente congestionada de novas idéias. Sua missão não foi concluída por causa da preleção do virtual prisioneiro. Não sabiam como explicar, mas perceberam que havia algo de fascinante em sua fala. As palavras daquele homem mudaram o rumo dos acontecimentos.

Quando mal passava de uma criança, Jesus causou espanto nos mestres e doutores de seu tempo. Numa cidade diferente da sua, distante de seus pais, assentou-se tranqüilo entre eles, interrogando-os e respondendo com inesperada inteligência. Mesmo tendo apenas doze anos, suas palavras já eram capazes de provocar clara e insuspeita admiração (Lc 2.46, 47).

C. M. Jesus não é apenas um mito é uma realidade; suas palavras continuam ecoando pelo mundo afora, trazendo alívio e refrigério aos aflitos, libertando os prisioneiros de suas próprias emoções.
Todos os que tiveram contato com Jesus não permaneceram mais os mesmos, algo mudou em suas vidas.
Os guardas saíram determinados a prendê-lo, mas porque não fizeram?
*Jesus recentemente havia dito em um vibrante discurso, Aquele que tem sede venha a mim e beba. Falava em suprir a sede da nossa alma, preencher nosso vazio existencial.

1- Os guardas estavam também sedentos, suas almas estavam feridas, machucadas, e as palavras do mestre trouxe azeite sobre suas feridas.
Muitos hoje estão sedentos, precisando deste refrigério, mas o sistema tem engessado suas mentes, vêem a Jesus apenas como um personagem da história, ou como uma imagem em um crucifixo.
Jesus continua atuante em nosso meio através do Espírito Santo, tudo o que você precisa é dar ouvido as suas palavras e praticá-las.

2- Os guardas não o prenderam porque as suas palavras abril suas mentes (inteligência) e perceberam que estavam sedo manipulados pelo o sistema.
Dizem que os seguidores de Jesus tornam-se fanáticos, loucos, céticos e etc.
É bem verdade que existem alguns exageros, mas andar com Jesus, ouvir suas palavras é muito bom. Os discípulos sabiam muito bem disso, “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna”. Em vez de abandono, aproveitaram a oportunidade para reafirmar o seu compromisso de discipulado (Jo 6.66-68).

3- Os guardas não prenderam a Jesus porque param para ouvi-lo primeiro.
Não podemos julgar antes de ouvir primeiro, analisar bem os fatos bem os fatos.
Jesus tem sido rejeitado por muitos, porque tem ouvidos boatos, inverdades ao seu respeito.

Todos os ouviram Jesus livre de preconceitos aprenderam a admira-lo
Ainda quando criança chamou a atenção de doutores e mestre de sua épca
Numa cidade diferente da sua, distante de seus pais, assentou-se tranqüilo entre eles, interrogando-os e respondendo com inesperada inteligência. Mesmo tendo apenas doze anos, suas palavras já eram capazes de provocar clara admiração (Lc 2.46, 47).

Sua palavra possuía autoridade inigualável
Quando Jesus terminou de proferir o conhecido Sermão da Montanha, seus ouvintes, maravilhados, fizeram a seguinte avaliação: “Ele ensina como quem tem autoridade, e não como os escribas”. Autoridade moral e existencial fizeram grande diferença no impacto e na credibilidade de sua fala naqueles dias e em todos os tempos (Mt 7.28, 29).

Talvez você esteja aí, desolado angustiado, sem perspectiva nenhuma, ele pode poder de sua palavra mudar sua vida agora
Dois seguidores de Jesus voltavam desolados de Jerusalém, depois de sua morte. Andando pelo caminho, conversavam sobre os últimos acontecimentos, como se jogassem sal sobre feridas mal cicatrizadas. Acompanhando-os sem ser reconhecido, Jesus caminhou e conversou com eles por longo tempo. Quando finalmente o reconheceram, comentaram entre si: “Porventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava?” (Lc 24.13-32).
Permita que ele incendeie seu coração também.

Deus abençoe sua vida!

Pastor Luciano Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

PALAVRA DE VIDA